73º Homicídio em Mossoró 2015: Criança de 05 anos é morta por disparos de arma de fogo no Assentamento Pomar - Santana Notícia

Últimas Notícias

test banner

domingo

73º Homicídio em Mossoró 2015: Criança de 05 anos é morta por disparos de arma de fogo no Assentamento Pomar

Um crime brutal,ocorrido no final da noite deste sábado 04 de julho de 2015,abalou os moradores do Assentamento Pomar,próximo a Maísa na zona rural de Mossoró,região Oeste Potiguar. 

Uma criança de cinco anos,identificada como Kauã Brito da Costa,foi assassinada a tiros,durante uma emboscada,armada para o seu pai,Franciélio Florêncio da Silva. 

Segundo informações colhidas no local,pelos policiais militares,Franciélio e sua mulher,acompanhados de seus dois filhos,participavam de um bingo na Vila Maísa e ele resolveu voltar pra casa antes do término do evento,mas sua esposa permaneceu no local. 

Franciélio retornava pra sua residência localizada no Assentamento Pomar,em uma moto Traxx com seus dois filhos,um menino e  uma menina,quando passavam por um mata-burro foram surpreendidos por um arame farpado esticado no local,que segundo a polícia foi colocado pelo criminoso. 

Ao bater no arame os três caíram da motocicleta e o suspeito que estava escondido por trás da mureta de proteção ao mata-burro passou a efetuar disparos de arma de fogo,acertando Kauã duas vezes na região da cabeça. 

O Pai do garoto e a filha conseguiram correr e escapar da morte,enquanto que Kauã morreu no local. O criminoso fugiu após praticar o crime,mas já foi identificado pela Polícia. 

O Pai de Kauã informou ào delegado de Plantão Roberto Moura,que foi ao local,que o atirador estava de Capuz,mas o reconheceu pela roupa. Ele adiantou que a cerca de quatro meses atrás, teve um desentendimento com o acusado e que durante a desavença teria dito ao mesmo que não tinha medo dele. 

Dr. Roberto Moura disse à reportagem do Fim da Linha,que a Polícia Civil precisa dar uma resposta rápida à sociedade,elucidando o crime e prendendo o acusado. Ele considerou cruel a forma como a criança foi morta e que esse tipo de crime não é comum no meio policial. 





Fonte: Fim da Linha

Nenhum comentário:

Post Bottom Ad

test banner