Mecânico é assassinado por tentar "assumir facção" de colega, diz polícia - Santana Notícia

Últimas Notícias

terça-feira

Mecânico é assassinado por tentar "assumir facção" de colega, diz polícia


O mecânico Adelino da Silva Bezerra, de 28 anos, foi assassinado com tiros na cabeça no início da manhã desta terça-feira (02), no município de Upanema, região Oeste potiguar. A polícia acredita que o crime foi motivado pelo fato da vítima estar tentando assumir a facção criminosa de um colega, que também foi assassinado em junho deste ano. 

A vítima estava deitada em uma rede com sua esposa quando bandidos invadiram sua casa e efetuaram cerca de cinco disparos na vítima. 

Sargento Juscelino, da Polícia Militar de Upanema, um popular informou que dois homens em uma motocicleta entraram na casa com uma lanterna, chegaram no quarto onde o mecânico dormia com a esposa e disse "a casa caiu", e em seguida efetuaram os disparos. 

O PM revelou ao MOSSORÓ HOJE que, segundo populares, Adelino da Silva estava tentando assumir o lugar de Jodelson Almeida Bernardo, o "Gordo', que foi assassinado em junho deste ano. 

"Ele estava atuando no recrutamento de adolescentes e armas. Ele estava tentando assumir facção do 'Gordo'. Ele era sócio do 'Gordo', atuavam juntos", revelou Sargento Juscelino. 

Por conta disso, acredita-se que este foi o que motivou o homicídio do mecânico, mas somente a investigação da Polícia Civil esclarecerá o assunto. 

A Polícia informou também que a vítima tinha três filhos com a atual esposa. 

O corpo já foi removido pelos peritos do Instituto Técnico-Científico de Polícia (ITEP) de Mossoró. 


Fonte: Mossoró Hoje

Nenhum comentário:

Postar um comentário

test banner