83º Homicídio em Mossoró 2018: Ex-presidiário é executado com 10 tiros no Loteamento Santa Helena - Santana Notícia

Últimas Notícias

terça-feira

83º Homicídio em Mossoró 2018: Ex-presidiário é executado com 10 tiros no Loteamento Santa Helena

A cidade de Mossoró na região Oeste do Rio Grande do Norte, registra mais um crime de homicídio provocado por disparos de arma de fogo, o 83º do ano de 2018.
O crime aconteceu por volta das 21h30min, desta terça feira 17 de abril, na Rua Missionário José Luiz de Queiroz no Loteamento Santa Helena, região do Santo Antônio.  O ex-presidiário Moisés Evangelista de Melo foi assassinado com cerca de 10 tiros, sete dos quais atingiram a região da cabeça.
Ele foi encontrado caído no muro da frenete de uma residência abandonada naquela localidade. Policiais Militares foram acionados pelo CIOSP que comunicou ter havido disparos de arma de fogo naquele local. Quando as guarnições do Santo Antônio, GTO e do Fiscal de Operações chegaram no local se depararam com a cena do crime.
A Polícia recebeu informações da família de que Moisés estava em sua casa, no Conjunto Liberdade, quando homens chegaram em um carro HB20 e o chamaram para sair. O mesmo trocou de roupa e saiu com os amigos até o Santa Helena onde foi morto. A Polícia acredita que o ex-presisiário foi morto pelos próprios amigos que o pegaram em sua casa.
A perícia criminal, não encontrou no local nenhum vestígio que pudesse identificar a arma usada no crime, como por exemplo estojos ou cápsulas. Após a perícia no local do crime realizada pela equipe do ITEP com a presença da equipe do Delegacia de Plantão, sob o comando do Dr. Roberto Moura, o corpo foi removido e encaminhado para o setor de medicina legal onde será examinado.
Moisés Evangelista de Melo, respondia processos nas comarcas de Mossoró e Upanema, por roubo (art. 157) e Porte ilegal de arma de fogo (art. 14) (Ver processos)
Com mais um crime de homicídio registrado em Mossoró, a cidade passa a contabilizar 83 assassinatos em 2018. O caso será investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

test banner