Professores da UFERSA trazem para Caraúbas um polo voluntário do Programa POTI - Santana Notícia

Últimas Notícias

quinta-feira

Professores da UFERSA trazem para Caraúbas um polo voluntário do Programa POTI

O POTI (Polos Olímpicos de Treinamento Intensivo) é um programa nacional que oferece cursos gratuitos em matemática olímpica para estudantes dos níveis um (6º e 7º anos), dois (8º e 9º anos) e três (qualquer ano do ensino médio) interessados em participar de olimpíadas de matemática, tais como, OBMEP (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas) e OBM (Olimpíada Brasileira de Matemática).
Os cursos do POTI são oferecidos em diversos estados por meio dos polos presenciais. As aulas no Polo Voluntário Caraúbas, o primeiro no estado do Rio Grande do Norte, ocorrem aos sábados no campus da UFERSA e estão sendo ministradas pelos professores mestres Landerson Bezerra Santiago e Fernando Neres de Oliveira (Coordenador Local do POTI). De acordo com eles, o material didático do programa é produzido por renomados professores de matemática, e que têm vasta experiência em competições nacionais e internacionais.
Em 2015, o POTI está oferecendo dois cursos: o Curso Básico (16 horas) destinado aos alunos dos níveis 1 e 2 e o Curso Regular (64 horas) que é voltado, especificamente, ao treinamento dos alunos do nível 2 . Em Caraúbas, foram oferecidas 60 vagas para os dois níveis (17 para o nível 1 e 43 para o nível 2). Ambos os cursos, abordarão conteúdos de Álgebra, Geometria Plana, Teoria dos Números e Combinatória. Os alunos participantes de qualquer um dos cursos, receberão certificados por sua participação nos simulados que ocorrerão em datas pré-fixadas.
Para o bom funcionamento e adequado desenvolvimento das atividades, o Polo Voluntário Caraúbas, conta com apoio e ajuda de várias parcerias que foram firmadas. A UFERSA cede o espaço físico, disponibilizando uma sala climatizada para realização das aulas. A Prefeitura Municipal de Caraúbas, por meio da Secretaria de Educação, disponibiliza o ônibus para o transporte dos alunos e oferece cotas mensais para cópias do material didático; a Digicópias e a ATOS também ajudam mensalmente com as cópias do material didático; além de escolas, professores e empresários da cidade que ajudam doando resmas de papel.
Segundo a coordenação do curso, boa parte dos estudantes brasileiros concluem os ensinos fundamental e/ou médio em escolas públicas ou privadas, sem uma boa formação matemática, e consequentemente, ingressam em cursos superiores com essa mesma deficiência. São diversos fatores que contribuem para essa situação, entre eles podemos destacar o pouco estímulo (ou quase nenhum) que os estudantes recebem nas escolas para o desenvolvimento de habilidades como: raciocínio, criatividade e capacidade de abstração.
O fascinante mundo das olimpíadas de matemática, oferece aos estudantes a oportunidade de desenvolverem satisfatoriamente tais habilidades, pois os mesmos serão instigados a resolverem problemas matemáticos que exigirão deles boas doses de raciocínio, de criatividade e de abstração.