Policia encontra celular do comerciante Teté de Ademar, que foi levado por latrocidas - Santana Notícia

Últimas Notícias

sexta-feira

Policia encontra celular do comerciante Teté de Ademar, que foi levado por latrocidas




Mesmo depois da prisão da dupla, Jaques Douglas Torres Cardoso e Antonio Renato Moreira de Souza “Renatinho”, ambos acusados de serem os executores do latrocínio contra o comerciante Antônio Leão da Silveira “Teté de Ademar” de 74 anos de idade, morto com pauladas e quase 20 facadas em sua residência, no mês de novembro de 2015.

As investigações sobre o caso Teté de Ademar, tiverem prosseguimento, e na manhã dessa sexta-feira (22), a policia conseguiu recupera o aparelho celular da vitima, que estava com um morador da Baixa do Caic.

Primeiro, os policiais chegaram á uma pessoa que concerta fogões em Apodi, conhecida por Chiquinho de Boa Vista, zona rural de Severiano Melo, e pouco tempo depois ao Alcivan, o principal alvo das investigações.

O delegado de Policia Civil de Apodi, Renato da Silva Oliveira, fez uma acareação, entre Chiquinho e Alcivan Marcelino Rodrigues, e não demorou muito para, Alcivan dizer  que tinha comprado o aparelho celular, ao presidiário Antonio Renato Moreira de Souza, por R$ 20,00. “Renatinho chegou lá em casa dizendo que estava com fome e pediu para que eu comparasse um aparelho de celular por R$ 20,00, comprei e ele foi embora”, disse Alcivan ao delegado.  

O Aparelho celular levado no dia do latrocínio contra o comerciante Tetê de Ademar, já estava com uma terceira pessoa, que também foi convocada pelo delegado Renato Oliveira.

Agora tanto Alcivan quanto o Chiquinho e a terceira pessoa que estava com o celular serão indiciados por recepção, haja vista terem comprando um celular sem nota fiscal. “Alcivan comprou um celular que custa R$ 150,00 por apenas R$ 20,00 e vem dizer que não sabia que o celular era produtor de furto”, comentou o delegado.


Em dezembro passado o delegado Renato Oliveira, concluiu as investigações e indiciou Renato Moreira e Jaques Douglas, como sendo os autores do contra o comerciante Tetê de Ademar, crime que chocou á população apodiense.

Os acusados Jaques Douglas e Renato Moreira estão presos na carceragem do Centro de Detenção Provisória de Apodi (CDP) aguardando por decisão da justiça.


Fonte: Por Trás das Grades

Nenhum comentário:

Postar um comentário