104° Homicídio em Mossoró: Popular é executado com mais de 30 tiros de pistola dentro de casa no Bairro Belo Horizonte. - Santana Notícia

Últimas Notícias

quarta-feira

104° Homicídio em Mossoró: Popular é executado com mais de 30 tiros de pistola dentro de casa no Bairro Belo Horizonte.

A cidade de Mossoró, localizada na região Oeste do Rio Grande do Norte, registra mais um homicídio provocado por disparos de arma de fogo e eleva para 104 o número de pessoas assassinadas no município neste ano de 2019.
O crime aconteceu por volta das 21h20min desta terça feira 23 de julho, dentro de uma residência na Rua Josefa Torquato, nas proximidades da Praça Vilma Maia no Bairro Belo Horizonte, onde um homem identificado como Francisco Clayton da Silva, "Neguinho", foi assassinado com mais de 30 tiros de pistola dentro da residência..
No local ninguém quis dar informações para a polícia sobre o crime, nem tão puco ligaram para o Ciosp informando sobre disparos de arma de fogo naquela localidade. A Polícia Militar tomou conhecimento do crime, pelos grupos de Whatsapp e resolveu averiguar as in  formações e quando chegou se deparou com a cena do crime.
A polícia informou que ocorreram assaltos no bairro, antes do crime e que as características do suspeito, repassadas para a PM eram semelhantes as do homem assassinado, que possivelmente teria sido seguido e entrado na casa que estava com a porta aberta, onde algumas pessoas estavam bebendo no seu interior.
De acordo com o perito criminal Benner Lemuel, foram contabilizadas 30 perfurações de tiros pelo corpo, das quais 10 foram na região da cabeça. Várias capsulas de pistola calibre 380 ficaram espalhadas na sala da casa e recolhidas pela equipe pericial.
O delegado de plantão Dr. Luiz Fernando esteve com sua equipe no local do crime acompanhando a perícia e tentando colher informações que ajudem nas investigações, mas ninguém falou nada, as pessoas preferiram ficar em silêncio a dar qualquer tipo de informação. A Polícia informou que Neguinho como era mais conhecido no bairro, já havia sofrido duas tentativas de homicídios, só que na terceiro, não levou a mesma sorte que nas anteriores.
O que a polícia conseguiu colher no local foi de que Francisco Clayton não residia na casa onde foi assassinado e sim na Rua Joel Dantas no mesmo bairro onde ocorreu o crime. Após os procedimentos de perícia, o corpo da vítima foi recolhido e encaminhado ao Instituto Médico Legal do Itep para ser necropsiado e depois e depois será liberado para sepultamento.
O crime será investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) núcleo de Mossoró, que receberá informações através de relatório do delegado de plantão Dr. Luiz Fernando. Já são 104 homicídios em Mossoró neste ano de 2019.
Fonte: Fim da Linha

Nenhum comentário:

Postar um comentário