177° Homicídio em Mossoró 2019: Dono de Açaí é morto dentro de seu estabelecimento comercial no Planalto 13 de Maio - Santana Notícia

Últimas Notícias

terça-feira

177° Homicídio em Mossoró 2019: Dono de Açaí é morto dentro de seu estabelecimento comercial no Planalto 13 de Maio

A cidade de Mossoró registra nesta noite de terça feira 29 de outubro de 2019, mais um crime de homicídio provocado por disparos de arma de fogo, o quinto assassinato do dia. Desta vez o crime a aconteceu dentro de um Açaí localizado no cruzamento das Ruas Martins Júnior com Manoel Adelino, vizinho ao Antigo Cabaré "Vem que Tem" no Planalto 13 de Maio.
A vítima o preso de justiça, cumprindo pena no regime aberto, assinado o livro de presença do judiciário,Valmir Alves Segundo, "Segundinho"de 24 anos, morador do bairro Belo Horizonte, foi morto com vários tiros no interior do seu estabelecimento comercial
Segundo informações repassadas pela PM que atendeu a ocorrência e isolou a área do crime, o jovem estava em seu comércio, inaugurado a cerca de dois meses atrás, quando desconhecidos chegaram em um veículo não identificado, entraram no prédio e executou a vítima, que não teve chance de defesa.
De acordo com o site do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, Valmir Alves Segundo, respondia respondia processo por porte ilegal de arma fogo.  A Polícia informou que ele era investigado como participante de um duplo homicídio ocorrido a alguns anos atrás no bairro Boa Vista em Mossoró.
O delegado de plantão Dr. Roberto Moura esteve no local colhendo informações e ao conversar com a Imprensa disse que não descarta a possibilidade do crime está relacionado a briga de facções criminosas. De acordo com o delegado há informações de que Valmir Segundo era envolvido em uma fação criminosa, denominada de "Caveiras" que atua na região do bairro Belo Horizonte.
Após os procedimentos de perícia, o corpo da vítima foi recolhido e encaminhado ao Instituto Médico Legal do Itep para ser necropsiado e depois liberado para sepultamento. Mossoró já contabiliza 177 homicídios em 2019. Caso a ser investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Nenhum comentário:

Postar um comentário